Crea-PI alerta sobre trecho perigoso da BR-316 e obra é viabilizada

Os altos índices de acidentes no quilômetro 294, da BR-316, na altura da Ladeira do Povoado de Fátima do Piauí, onde ocorre altos índices de acidentes, é um dos trechos mais perigosos da região de Picos. Isto, porque as curvas sinuosas acarretam um elevado número de acidentes no local. As causas das ocorrências são devido ao excesso de velocidade, sonolência ao volante e desconhecimento das rodovias que cortam a região.

Em março deste ano, o Presidente do Crea-PI , Ulisses Filho, o Prefeito de Picos, Padre Walmir e comitiva vistoriaram quilômetro 294, da BR-316.
A ausência de segurança no trecho era uma preocupação dos representantes do Crea-PI.

De acordo com informações da 4ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Picos, são apontados que a cada dois meses um veículo tombava no local. Devido a essa problemática, em março deste ano, o Presidente do Crea-PI, Ulisses Filho, esteve na cidade promovendo o programa “Conversando com o Presidente”, e na oportunidade, reuniu-se com o prefeito de Picos, Padre Walmir, para sensibilizá-lo quanto a importância da terceira faixa, a instalação do guard rail e de uma maior sinalização no local. Esta reunião contou com a presença dos inspetores do Crea-PI do município, do Conselheiro do Crea-PI, Antônio Moura Fé, do Presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos da Macrorregião de Picos (AEAMP), Alan Michel, e o Assessor da Presidência do Crea-PI, Francisco Lira.

 

Após alerta do Crea-PI, trecho da BR-316 possui a terceira faixa e guard rail.

Na reunião com o Prefeito Padre Valmir, o Presidente Ulisses Filho ressaltou a importância dos engenheiros para o desenvolvimento do município e a situação da BR-316 “abordamos o problema do quilômetro 294, da BR-316, e o transtorno que causa à população. O Prefeito se sensibilizou e viabilizou a obra. Fico satisfeito que o Crea-PI participou dessa iniciativa e deu uma contribuição para melhoria na mobilidade urbana da cidade de Picos”, declarou Ulisses Filho.

O Inspetor chefe do Crea-PI em Picos, Francisco das Chagas, ressaltou a provocação do Conselho, que mostrou-se preocupado com o problema e, a partir da manifestação, as obras iniciaram  “estamos felizes que o Crea-PI cumpriu seu papel, não só de fiscalizar o exercício ilegal da profissão, mas também de observar as demandas que causam problemas sociais à sociedade”, declarou.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.